Novidades no portal As Notícias

Agora, o portal As Notícias tem uma novidade: é a seção de colunas de opinião. No time de colunistas, os estudantes de Jornalismo: Alessandra Serra (que ainda vai estrear sua coluna), Josimar Melo e Rafaela Lima. Entre os assuntos em pauta, estão: o próprio Jornalismo até a discussão do polêmico “Universo Feminino”.

Os internautas podem participar, deixando suas opiniões no formulário que aparece na página incial do As Notícias.

Vale a pena conferir, então, as novas colunas de opinião do portal As Notícias. O endereço é fácil: www.asnoticias.cjb.net

Projeto vai permitir inclusão social entre jovens através do basquete de rua e capoeira

São Paulo - Acontece no próximo dia 25, às 15 horas, o lançamento do projeto Sports Partner Cities, no Centro Olímpico de Treinamento e Pesquisa (CEOTP), em São Paulo. O protocolo de intenções será assinado entre a Secretaria Municipal de Esportes, Lazer e Recreação de São Paulo (SEME), Associação Maritacas em Ação, Liga Urbana de Basquete (LUB) e a Public School Atlethic League (PSAL).

O Sports Partner Cities faz parte do Programa Esporte e Cultura Urbana da SEME e terá como foco a realização de várias atividades para a difusão do streetball e da capoeira, modalidades genuinamente americana e brasileira, que serão usadas para promover o intercâmbio e para a formulação de políticas públicas, a partir da cultura urbana. O acordo prevê a visita de grupos de técnicos e atletas às escolas de Nova York e São Paulo, workshops, campings, treinamentos e participação em competições esportivas.

O projeto foi idealizado pela Associação Maritacas em Ação e pela Liga Urbana de Basquete (LUB), que é a responsável pela chancela técnica no âmbito da cultura urbana. Um dos coordenadores é o ex-jogador da Seleção Brasileira de Basquetebol Marcos Antonio Abdalla Leite, o “Marquinhos” (Campeão Mundial, com participação em três Olimpíadas e quatro Pan-americanos). Hoje, como presidente da ONG Associação Maritacas em Ação ele trabalha para alavancar o basquetebol a partir do ambiente escolar. “O projeto proporcionará aos técnicos brasileiros, principalmente os que trabalham com a formação de crianças e adolescentes, informações privilegiadas sobre a inteligência esportiva norte-americana, mostrando que através do basquete podemos promover a inclusão social, combater a violência e mudar a cultura em relação à educação esportiva”, explica “Marquinhos”.