Arquivo da tag: risco

Gel impermeabilizante é aplicado em áreas de encostas em São Luís


Um gel impermeabilizante feito de polímero biodegradável está sendo aplicado em duas barreias com risco de deslizamento, uma na área da Vila Embratel e outra do Túnel do Sacavém, em São Luís. No ano passado, já havia realizado um teste de contenção de barreiras com o gel na região do Túnel do Sacavém. A técnica mais utilizada, até então, era da lona plástica.

De acordo com a Defesa Civil, o produto, de secagem rápida, mostrou-se eficiente nos solos de São Luís. A tecnologia é norte-americana e vem sendo utilizada em outros Estados brasileiros. Com o uso do gel, não há necessidade da retirada dos moradores do local de risco.

Inpe lança plataforma capaz de monitorar risco de desastres naturais


O Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe) lançou, nessa quarta-feira (18), durante um workshop em São José dos Campos (SP), uma nova plataforma de computador, chamada de “TerraMA2“, que pode ser utilizada, gratuitamente, por prefeituras, instituições, entidades e empresas para monitorar, analisar e emitir alertas sobre risco de desastres naturais ou ambientais.

Segundo o Inpe, o usuário pode acompanhar desde incêndios florestais, deslizamentos, enchentes e estiagens, até interrupções na rede de energia por raios e movimentos de marés com ressacas em regiões portuárias, entre outras situações de risco. A plataforma é feita em código aberto e capaz de integrar, em tempo real, dados meteorológicos, climáticos, atmosféricos, hidrológicos, geotécnicos, disponíveis em qualquer servidor conectado à internet.

A plataforma está disponível para download no endereço eletrônico www.dpi.inpe.br/terrama2.

joseamerico

Audiências avaliam situação de crianças em abrigos de São Luís


A partir desta quarta-feira (1º), a 1ª Vara da Infância e da Juventude realiza, em São Luís, audiências públicas com o objetivo de discutir e avaliar a situação das crianças e adolescentes em abrigos. Na capital maranhense, as audiências, que ocorrem até o dia 18 de maio, contam com a participação de diversos órgãos de defesa da infância.

Uma lei determina que, a cada seis meses, em todo o país, seja feita, pelo titular da Vara da Infância e Juventude, a revisão da situação de crianças e adolescentes que estejam acolhidos em instituições. De acordo com o juiz da Infância e Juventude, José Américo Abreu Costa, o objetivo é verificar a situação de risco de cada jovem e a reinserção dos jovens em suas famílias biológicas ou encaminhá-las para adoção, por meio do Cadastro Nacional de Adoção (CNA). “Nas audiências, nós avaliamos o Plano Individual de Atendimento, o PIA, da criança ou adolescente para verificar se houve alguma alteração na situação familiar da criança. Se houver condições, a criança retorna ao ambiente familiar de origem. Se não, a gente mantém o acolhimento. Ou, ainda, a criança pode ser declarada apta para a adoção”, afirma.

As situações de risco mais comuns das crianças e adolescentes, segundo o juiz, são: negligências por parte da família, maus-tratos, abandonos e consumo de substâncias entorpecentes. As audiências são reservadas porque os processos tramitam em segredo de justiça.

Algumas instituições que abrigam crianças e adolescentes – como a Casa Menino Jesus, a Casa de Passagem, a Casa Sonho de Criança, o Lar de José, a Casa Dom Calábria, a Casa Luz e Vida e o Educandário Santo Antônio – devem ser vistoriadas por uma comissão. “A gente verifica, também, a situação física dos abrigos, as instalações, as condições estruturais e de higiene. Enfim, a gente analisa tudo, até como uma forma de tentar melhorar a situação dos abrigos e de cobrar, deles, a responsabilidade legal que eles têm”, finaliza o magistrado.

Abertas inscrições para seletivo de qualificação profissional em gás e petróleo


Com informações do IFMA

Vão até o dia 12 de abril as inscrições para o sexto ciclo de cursos gratuitos do Programa de Mobilização da Indústria do Petróleo (Prominp) para os níveis básico, médio, técnico e superior. O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IFMA) irá participar da execução, no Maranhão, dos cursos de “Topógrafo”, “Apoio administrativo”, “Assistente de Logística”, “Engenheiro de Campo – Qualidade e Profissional de Análise de Risco Ambiental” – saiba como se inscrever.

Em todo o país são oferecidas mais de 11 mil vagas, para 85 ocupações voltadas para o setor de petróleo e gás natural, em 14 Estados: Amazonas, Bahia, Ceará, Espírito Santo, Maranhão, Minas Gerais, Mato Grosso do Sul, Pernambuco, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe e São Paulo. A escolha das cidades que receberão os cursos do Prominp está relacionada aos locais onde há projetos e empreendimentos do setor de petróleo e gás em execução ou previstos para os próximos anos, considerando seus respectivos cronogramas de implementação e necessidade de mão de obra.

Do total de vagas oferecidas, 7.335 são para cursos de nível básico, 3.706 para cursos de nível médio e técnico e 630 para cursos de nível superior. A prova nacional será realizada em todas as localidades com oferta de vagas e está marcada para o dia 13 de maio.

Arquivo/MauricioAraya.com.br

Chuva forte deixa moradores de áreas de risco em alerta em São Luís


SÃO LUÍS – A chuva forte que atingiu São Luís na madrugada desta terça-feira (24) deixou ruas e avenidas alagadas logo no início da manhã. A precipitação durou, aproximadamente, meia-hora e veio com trovoadas. As primeiras chuvas deixam em alerta os moradores de áreas de risco da capital. Em São Luís, mais de 500 famílias estão preocupadas com as chuvas. Elas moram em áreas consideradas de risco de tragédias.

Um mapeamento realizado pela Defesa Civil municipal identificou 62 áreas em que podem acontecer deslizamentos, desabamentos ou soterramentos no período de chuvas. Pelo menos em 31 áreas, pelo menos 20 estão na área Itaqui-Bacanga.

Prevenção de desastres

A Secretaria Nacional de Defesa Civil alerta sobre os cuidados que se deve ter em caso de desastres, com o objetivo de minimizar as conseqüências de desastres naturais como deslizamentos de terra, inundações e tempestades. As orientações podem ser encontradas na página eletrônica da Defesa Civil na internet.

Cuidados no trânsito

Para evitar acidentes, os órgãos ligados ao trânsito recomendam manter o ar-condicionado ligado, para que a visibilidade seja menos prejudicada e para evitar o fenômeno do embaçamento dos vidros; manter distância do veículo à frente, para garantir melhores condições de agir preventivamente; ter cuidado com os buracos escondidos pela chuva; e usar marchas mais reduzidas para que o motor trabalhe com rotações um pouco mais elevadas e o motorista não precise acelerar tanto.

Foto MAURÍCIO ARAYA

Obras inacabadas prejudicam motoristas em São Luís


SÃO LUÍS – A falta de sintonia entre autoridades das esferas municipal e estadual prejudica a população de São Luís. O registro em foto que você vê foi feito na rua das Patativas, na Ponta do Farol. A rua faz a ligação da avenida dos Holandeses e a avenida Mário Meirelles, na Lagoa da Jansen, e é caminho que vários moradores. Nessa semana, um trabalho de manutenção no sistema de esgoto foi feito no local. O problema é que foi danificada uma parte do asfalto da rua, deixado sem qualquer tipo de reparo.

A poucos metros de distância do local flagrado, um buraco coloca em risco o trânsito de veículos no local, e, também, a vida de pedestres e moradores, principalmente à noite. O buraco, no meio da rua Corrupiões, foi sinalizado por moradores com um pedaço de madeira, para evitar acidentes.

O MauricioAraya.com.br deixa o espaço aberto às autoridades ou agentes competentes que queiram se pronunciar sobre o problema, por meio do Twitter, Facebook ou, ainda, pelo e-mail mauricioaraya88@gmail.com. E se o seu bairro, também, tem obras abandonadas, envie seu registro, pelos mesmos meios citados.

Foto MAURÍCIO ARAYA

Risco em instalação elétrica exposta na Lagoa da Jansen


SÃO LUÍS – Na Lagoa da Jansen, o perigo é constante para frequentadores do parque ecológico estadual. A falta de infraestrutura é percebida em grande parte do parque. Na entrada para o mirante, próximo à arena de beach-soccer Domingos Leal, a instalação elétrica exposta de holofotes, provavelmente, roubados, próximo à ponte usada para a travessia de pessoas, coloca em risco a vida de adultos e crianças. Diariamente, a fiação apresenta curtos circuitos e, aliada ao tempo chuvoso e ao acúmulo de água, aumentam a possibilidade de choques elétricos.

Quatro holofotes – do total de oito instalados na inauguração do parque estadual, em 2001 – foram reinstalados após uma reforma emergencial da estrutura da ponte, que ameaçava desabar por falta de manutenção e corrosão. Um comparativo entre duas fotos (veja abaixo) mostra como a região está atualmente e como era logo após a reforma, em julho do ano passado.

Os equipamentos, que destacavam a estrutura e iluminavam a região, foram retirados. A falta de iluminação no local ameaça, também, a segurança de quem pratica atividades físicas e passa pela região.

No início deste ano, o governo do Maranhão anunciou a administração compartilhada do parque ecológico estadual da Lagoa da Jansen. As secretarias de Infraestrutura (Sinfra) e de Esporte e Lazer (Sedel) seriam as responsáveis pela manutenção do espaço público. A Sinfra seria, no novo modelo de gestão, responsável pela conservação, manutenção, além da realização de melhorias de toda a área da Lagoa da Jansen. No entanto, nenhuma melhoria foi percebida nos últimos três meses.

Arte MAURÍCIO ARAYA / Imagens DIVULGAÇÃO

Chuvas: iniciativa pioneira alerta para prevenção


SÃO LUÍS – Uma iniciativa pioneira está servindo para a divulgação de informações para a prevenção em situações de emergência no Maranhão, principalmente neste período chuvoso, em que se registra um aumento no nível das chuvas em toda a região. Neste mês, o Estado volta sua atenção, mais uma vez, ao município de Trizidela do Vale, o mais atingido pelas enchentes nesta época. De acordo com um relatório divulgado hoje (7), pela Coordenadoria Estadual de Defesa Civil do Maranhão (Cedecma), além de Trizidela do Vale, mais onze cidades foram atingidas pelas enchentes e enxurradas ocorrentes na bacia dos rios Mearim, Itapecuru, Tocantins e Parnaíba. Ao todo, 6.721 pessoas permanecem desabrigadas.

Para orientar a população sobre prevenção em situações críticas ocasionadas por fatores climáticos e ambientais, foi criado, no mês de fevereiro, pelo Comitê de Prevenção e Assistência às Populações Vítimas das Chuvas (CPAV), um perfil no Twitter, o @ma_emalerta. Além das condições do tempo e alertas, o perfil divulga, ainda, notícias e vídeos sobre o assunto.

Já está no ar, também, o portal Maranhão Em Alerta, com o mesmo propósito, e onde é possível encontrar uma cartilha, uma espécie de guia, sobre como proceder nas situações de risco.

Atuamente, o comitê já trabalha na vistoria das áreas ameaçadas e atingidas pelas enchentes no Maranhão.

Domingo de tempo chuvoso surpreende moradores de São Luís


SÃO LUÍS – O tempo permaneceu nublado durante todo o dia, conforme o que a meteorologia já previa. Mas a chuva intensa que caiu em São Luis no fim da tarde deste domingo (12), certamente, surpreendeu muitos moradores e motoristas da capital. A chuva forte durou cerca de 45 minutos, o suficiente para já começar a causar transtornos em bairros e avenidas da cidade.

No Renascença II, faltou energia por cerca de dois minutos, após o estouro de um transformador. Durante a tarde, a energia ficou oscilando. Já na avenida Mário Meireles, na Lagoa da Jansen, um conhecido ponto de alagamento – próximo ao posto policial -, mais uma vez, obrigou os motoristas a terem cautela. Alguns motoristas desistiram de seguir trafegando e pararam por alguns minutos. O volume de água foi tanto que alagou, inclusive, a passagem de pedestres.

Semana de chuva

Para a semana, os meteorologistas preveem, para São Luís, dias com muitas nuvens com curtos períodos de sol com pequena chance (inferior a 30%) de chuva à tarde. As temperaturas podem variar entre 26ºC e 33ºC. A partir da terça-feira (14), a probabilidade de chuva aumenta para 80%, e a semana deve ser com chuvas de curta duração e pode ser acompanhada de trovoadas a qualquer hora do dia. Na quinta-feira (16), a probabilidade de chuva diminui - veja a previsão completa para as principais cidades do Estado.

Áreas de risco

Com o início do período chuvoso, os moradores de áreas de risco devem ter cuidado. De acordo com um levantamento feito pela Superintendência de Defesa Civil da Secretaria Municipal de Segurança com Cidadania (Semusc) de São Luís, somente na capital, são 61 áreas que apresentam o risco iminente de deslizamento ou alagamento. Em novembro, a Coordenação Municipal de Defesa Civil e a Secretaria de Obras e Serviços Públicos (Semosp) realizaram uma reunião para debater as atividades preventivas e traçar o planejamento estratégico para o atendimento às situações de emergência em casos de desastres na capital.

Em caso de deslizamentos ou alagamentos, a Superintendência de Defesa Civil orienta que o órgão seja comunicado por meio do telefone (98) 3212-8473, em São Luís, ou pelo telefone 199.

Veja alguns registros do domingo de chuva em São Luís:

Chuva causa transtornos a motoristas em São Luís


 

SÃO LUÍS – A chuva que caiu em São Luís na tarde deste domingo (13) causou muitos estragos e prejuízos para motoristas da capital. Em um trecho da avenida Mário Meireles, na Lagoa da Jansen, mais uma vez a quantidade de água e a ineficiência do sistema de escoamento formou uma “lagoa” em plena pista. Muitos motoristas passaram pelo local, mesmo não sabendo o que encontraria por debaixo da água (veja no vídeo no fim da matéria). Outros condutores preferiram não arriscar e voltaram pela pista contrária. Por causa da chuva, os pedestres que passavam pelo local tiveram que se abrigar no posto policial, que fica bem próximo e que também foi alcançado pela água.

O volume de água que desce dos bairros próximos à região sempre forma o lamaçal no local. Nem mesmo uma galeria de escoamento aberta bem próximo à esquina da avenida Mário Meireles com a rua Corrupiões foi suficiente para inibir o acúmulo de água na pista.  A quantidade de água é tão grande que a extenção da “lagoa” formada chega a mais de 100 metros e a uma altura que chega à porta dos automóveis.

Para a segunda-feira (14), a previsão do tempo é de chuva de curta duração, acompanhada de trovoadas a qualquer hora do dia em São Luís, segundo o Centro de Previsão de Tempo e Estudos Climáticos (CPTEC), do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe). A temperatura máxima, nesta segunda, chega aos 31ºC. No noroeste do Maranhão, a previsão é de sol entre nebulosidade variável e com pancadas de chuva. Nas demais áreas do Estado, sol entre poucas nuvens com umidade relativa do ar baixa apenas no sul do Maranhão. O alerta é para os ventos intensos no litoral do Estado.

Motoristas passam pela lagoa formada na avenida Mário Meireles: